Aprendizes ganham cada vez mais espaço no mercado

>>>Aprendizes ganham cada vez mais espaço no mercado

Aprendizes ganham cada vez mais espaço no mercado

Aprendizes ganham cada vez mais espaço no mercado

No momento em que a Organização Internacional do Trabalho (OIT) estima para o Brasil um desemprego de 15,5% entre os jovens — um valor acima da média mundial de 13%, segundo o estudo Tendências Mundiais do Emprego de Jovens 2015 — o Ministério do Trabalho e Emprego lança a meta de empregar 1,7 milhão de aprendizes entre 14 e 24 anos até 2019. Segundo o MTE, até o primeiro semestre de 2015 havia 1,2 milhão de pessoas nessa faixa etária registradas na condição de aprendiz.

Até hoje, a Lei de Aprendizagem obriga apenas organizações de médio e grande porte empregar entre 5% e 15% de jovens em relação ao seu quadro de funcionários cujas funções exigem formação profissional, conforme descrito na Classificação Brasileira de Ocupações.

Mais do que uma obrigação, a Qualidados enxerga a lei do menor aprendiz como uma oportunidade para atrair bons funcionários e começar desde cedo uma relação de confiança. Hoje a empresa conta com 4 aprendizes que se distribuem no setor de RH, Financeiro e EP (Escritório de Projeto).

“Quando a Qualidados dá uma oportunidade para o jovem é também uma forma de investimento para o mesmo e a para empresa. A importância dessa oportunidade é conhecer uma parte do que o jovem vem estudando e pôr em prática, conhecimentos adquiridos ou até compartilhados, relação interpessoal com os colegas de trabalho, nesse período as pequenas coisas nos servem como experiência para o futuro, tudo isso é importante!”

Fernando Junior – Jovem aprendiz do EP

2019-03-28T17:52:08+00:0001/04/16|

About the Author: