Artigo técnico: Como as emoções interferem no gerenciamento de projetos (custos invisíveis)?

>>>Artigo técnico: Como as emoções interferem no gerenciamento de projetos (custos invisíveis)?

Artigo técnico: Como as emoções interferem no gerenciamento de projetos (custos invisíveis)?

Emoções: muitos profissionais são admitidos no mercado de trabalho por conta de suas qualidades técnicas, mas, algumas vezes, tempos depois, são demitidos por causa de problemas comportamentais. A dificuldade de lidar com o outro, de saber como reagir a determinada questão, a uma crítica ou a um atraso tem prejudicado a carreira de muitas pessoas.

Por causa disso, é cada vez mais recorrente a cobrança por inteligência emocional entre os recrutadores. “Inteligência emocional é um conceito em psicologia que descreve a capacidade de reconhecer os próprios sentimentos e os dos outros e a capacidade de lidar com eles. Está relacionada à postura que o profissional deve ter com ele mesmo e com os outros.

CONTROLANDO AS EMOÇÕES

Saber controlar a ansiedade, a frustração e a raiva ajuda a desenvolver o autoconhecimento!
A forma de gerir as emoções – as próprias e as dos outros – tem impacto direto no sucesso ou no fracasso profissional de alguém.

No ambiente de trabalho, não saber lidar com as emoções, gera conflitos entre parceiros de atividades e desconfortos que podem inibir o rendimento de uma pessoa e até mesmo de um setor ou equipe inteiros. Saber ouvir, saber a hora de falar e como se expressar, para que o ambiente seja um local agradável para todos os colaboradores.

MERCADO DE TRABALHO

Hoje, o mercado de trabalho e as empresas estão à procura de profissionais que possuam habilidades técnicas cada vez mais elevadas combinadas com fator da gestão das emoções. Isso porque, cada vez mais, a resiliência e flexibilidade do profissional tendem a imperar, já que as empresas têm designado várias atividades para o mesmo colaborador ou a mesma equipe. Com isso, saber agir sob pressão tende a ser um requisito essencial para quem deseja se manter no mercado de trabalho.

Além disso, controlar e dominar os impulsos negativos emocionais, como a ansiedade, a frustração, a raiva e a tristeza, fazem com que as pessoas tenham foco para desenvolver o autoconhecimento.

SINAIS DE DIFICULDADE

A inteligência emocional é necessária para todas as áreas da vida, mas no que se refere ao trabalho é preciso ficar atento ao que fazer para desenvolvê-la. Geralmente os sinais de que alguém está com essa ‘deficiência’ são dificuldades de relacionamento interpessoal, isolamento, dificuldade em aceitar opiniões contrárias, não saber lidar sob pressão, não saber ouvir críticas e ser muito sensível. Esses são alguns sintomas de pessoas que necessitam aprender a usar a inteligência emocional a seu favor ou aprimorar suas habilidades emocionais.

As emoções ruins como frustração e raiva, estão presentes no cotidiano de todos. Todos estão sujeitos a vivenciar situações que fazem sentir-se assim a todo momento. Dessa forma, é importante criar mecanismos para trabalhar essas emoções de forma saudável, para controlar o estresse, e buscar alguma atividade que ajude no processo de autoconhecimento, como leituras, cursos e palestras.

ENTENDA A RAIZ DE TUDO

Todas as vezes que é necessário identificar uma dificuldade pessoal, é preciso em primeiro lugar entender a raiz de tudo e por que ela existe. Nem sempre o motivo aparente é o motivo real. É preciso analisar cada situação considerando não só o momento vivido, mas também os anteriores. Uma emoção ruim pode ser reflexo de algo que não foi resolvido ou bem assimilado anteriormente.

Por isso, a autoavaliação e, se necessário, a ajuda de um profissional poderá resolver questões antigas que interferem diretamente em ações e reações no trabalho.

Dessa forma a pessoa se tornará mais segura confiante e, sobretudo, irá se adaptar melhor às mudanças e ter mais resiliência ao lidar com as dificuldades e obstáculos.

2019-03-28T17:50:51+00:0018/07/18|

About the Author: