Os desafios do home office em tempos de pandemia

>>>Os desafios do home office em tempos de pandemia

Os desafios do home office em tempos de pandemia

Por Dino Porto, coordenador de TI da Qualidados.

No atual cenário de pandemia, em tempos de coronavírus, muitas empresas que não pararam suas operações aderiram emergencialmente ao home office. A Qualidados, por exemplo, após o decreto estadual que impedia aglomerações, planejou e implementou  em cinco dias um plano de mobilização de 100% da sua força de trabalho para o home office. Todos conectados à infraestrutura da sede e com capacidade de exercer suas tarefas sem impactos negativos nas execuções do que estava planejado.

Um estudo do professor André Micele, da FGV[1], aponta que o trabalho remoto no Brasil deve crescer 30% após o estabelecimento desta nova modalidade de trabalho em quarentena. Ainda de acordo com este estudo, a tendência terá forte influência na cultura organizacional das companhias. A nova realidade trará implicações não só para as relações com os colegas de trabalho, mas também para o modo como planejamos e executamos as tarefas. As companhias que não tinham em seu DNA o trabalho remoto estão tendo que se adequar rapidamente às peculiaridades de trabalhar em casa. Destaco quatro grandes desafios da mudança repentina do trabalho presencial para o home office.

Produtividade

Perda de produtividade do seu time é o medo de 10 entre 10 gestores nas companhias acostumadas ao trabalho presencial. Este receio não é em vão. Uma recente pesquisa da GlobalWebIndex[2]² estimou que o tempo médio diário que o brasileiro dedica ao acesso às redes sociais aumentou de 90 minutos, em 2012, para 143 minutos, em 2019. Junto com o acesso livre e irrestrito às redes sociais, o trabalho em casa traz diversos vilões do foco, como animais de estimação, televisão e seus inúmeros canais de entretenimento, videogames e sem falar nas pessoas que moram com a gente. Nos mantermos disciplinados, até mais do que no trabalho presencial, é imprescindível para proteger nossa produtividade no trabalho em home office.

Filhos Pequenos

Já é um grande desafio, no trabalho presencial, conciliar as necessidades das crianças com a nossa agenda de trabalho. No home office, a aproximação com os pequenos é ainda maior. Tirando da conta a delícia que é estar mais perto dos filhos, esta aproximação pode atrapalhar a execução das tarefas planejadas. Os filhos mais novos exigem ainda mais cuidados com higiene básica e alimentação, além de demandar por muitas vezes apenas atenção. Não é incomum nas reuniões remotas da Qualidados visualizarmos uma carinha curiosa surgindo na tela ou um clamor por papai ou mamãe. O segredo para quem está no home office juntamente com os pequenos é buscar o equilíbrio. Estabelecer horários e lugar para o trabalho, ter a consciência de que fará mais pausas que no trabalho presencial, além do principal, que é contar com a empatia da sua liderança de levar em conta o fato de que seu foco e sua atenção estarão sendo, por vezes, exigidos pelos filhos.

Vida Saudável

Quem não está mais ocioso neste home office que atire a primeira pedra! Devido às medidas restritivas, estamos todos menos ativos. Exercícios corriqueiros que fazíamos antes, como subir escadas e pequenas caminhadas entre uma sala e outra do escritório, foram trocadas pelo percurso quarto, sala, cozinha. Outro ponto importante é a alimentação. É comum, para não perder tempo, fazermos refeições mais rápidas e menos saudáveis. A Qualidados manteve seu programa de ginástica laboral ativo. Esta iniciativa ajuda a que, mesmo no home office, semanalmente seja possível nos movimentarmos um pouco. Comer de forma saudável e praticar exercícios físicos continua sendo muito importante para o desempenho das atividades cotidianas.

Solidão

É muito comum nas reuniões remotas de trabalho da Qualidados ouvirmos frases como “estou com saudade de todos” e “tomara que a gente volte logo pra Sede”. Vamos comemorar quando voltarmos ao normal. A falta de contato físico – do almoço com os colegas ou apenas daquele bate-papo no corredor da companhia – faz falta e certamente impacta diretamente na produtividade. O sentimento de pertencimento, de aproximação com as pessoas e aquela sensação de cotidiano se perderam um pouco. Ainda mais porque a mudança para o home office se deu de forma tão repentina. A Qualidados vem implantando ótimas iniciativas para diminuir esta distância que este novo, e atual, normal nos impõe. O RH está sempre acessível para que qualquer um do time entre em contato para compartilhar dificuldades ou apenas bater um papo. Foi formado um grupo de meditação onde todos os interessados podem compartilhar experiências. A área de tecnologia da informação disponibilizou uma ferramenta de reuniões remotas, na qual é possível incluir um fundo de tela que simula diversos locais da sede da Qualidados. Esta iniciativa diminuiu um pouco a percepção de distância e faz com que as reuniões sejam mais leves e com um sentimento de que, mesmo longe, estamos todos juntos.

“É uma tendência que já estava em curso, mas que a pandemia acelerou, pois rompeu barreiras culturais conservadoras que existiam para que a prática não se disseminasse”, avalia André Miceli. O imprevisível “novo normal” que está por vir trará desafios enormes. As companhias que se adaptarem mais rápido ao home office devem se consolidar no mundo corporativo pós-pandemia. O trabalho remoto abriu horizontes e permite que se possa atuar com equipes em todo o mundo, ter um novo nível de flexibilidade geográfica, de agenda e de possibilidades de acesso.

[1] https://andrelmiceli.com.br/2020/04/27/estudo-aponta-que-home-office-deve-crescer-30-no-brasil-apos-o-fim-do-isolamento-social/

[2] https://epocanegocios.globo.com/Tecnologia/noticia/2019/09/brasil-e-2-em-ranking-de-paises-que-passam-mais-tempo-em-redes-sociais.html

2020-08-06T11:36:32+00:0016/07/20|

About the Author: