A partir desta edição o QualinewsIN terá uma sessão especial sobre o dia a dia do colaborador, suas atividades, desafios e perspectivas. Para inaugurar esse espaço, a colaboradora escolhida para entrevista foi a Poliane Pires, que atua na Petroquímica Suape e Citepe em Pojuca (Pernambuco) como Preposta da Qualidados.

Com atuação de suma importância, o Preposto é o representante direto da empresa na empresa cliente, basicamente responsável pelo cumprimento dos termos do contrato. Para isso Poliane destacou que entre suas funções ela coordena as atividades do técnico de segurança e da sua auxiliar; é responsável pela elaboração da medição de folha de pagamento, controle de ponto, controle de caixa fixo das despesas do contrato, relatório diário, documentação fiscal a ser entregue para medição, controle de crachá, levantamento de planilha do andamento do contrato, todo processo de admissão e demissão, entre outras.

Poliane está bastante satisfeita com suas atividades como preposta, por ser responsável na gestão de rotinas administrativas, de pessoal e financeira do seu contrato.

“Eu gosto do que faço. Prefiro estar ali, acompanhando de perto as atividades, vivenciando a produção, num contato direto com os colaboradores, clientes, tendo a oportunidade de participar de todas as etapas na gestão do contrato”.

Desde julho de 2014 na Qualidados, Poliane chegou ao cargo de Preposto a partir da necessidade da empresa de uma pessoa que tivesse facilidade para manusear com arquivos e documentação para lidar diretamente com o contrato e assim agilizar os processos.

Perguntada sobre quais características pessoais acha importante na atuação diária de um Preposto, Poliane respondeu:

Utilizo muito a paciência para lidar com algumas situações e a organização para não se perder em meio a tantas informações. Sou o tipo de pessoa que não costumo ficar na zona de conforto, constantemente busco o novo e não tenho dificuldade nenhum em me adaptar ao novo. É necessário saber falar, saber ouvir, saber se expressar e ter muito jogo de cintura. No começo foi difícil, mas com o tempo as pessoas aqui foram ganhando confiança no meu trabalho e hoje as coisas já fluem muito bem”.