2016 está sendo um ano difícil para a economia e para a maioria dos negócios. A expectativa é que o crescimento do PIB seja mais baixo que o do ano passado.

Isso significa menos investimentos e resultados mais modestos. Como sempre ocorre em períodos assim, a pressão no trabalho aumenta, o talento é questionado, as perspectivas de crescimento profissional ficam mais pra frente e um clima de tensão acaba baixando nos escritórios. Provavelmente decisões difíceis serão tomadas. Todos já sabem disso. A questão é como enfrentar e resistir com louvor a tudo isso.

A situação proporciona duas opções: deixar o pessimismo tomar conta ou reagir. Esta matéria é exclusivamente para quem escolheu o segundo caminho. O caminho de assumir uma postura contrária ao conformismo e encarar a situação, mostrando resiliência, capacidade de improvisação, de aprendizado, além da demonstração de coragem.

A atitude positiva ajuda os profissionais a se destacar e a colher os frutos quando a crise passa. E a sugestão da Qualidados é que os colaboradores atentem por essa escolha.

A lição mais importante para quem quer sair mais forte desta crise é manter a disciplina na transformação. Tudo começa com a ousadia, mas só dá certo caso seja mantido o foco inicial.

E esse ponto estratégico pode ser algo simples, como uma mudança de atitude no modo como encara os problemas, uma guinada na rotina para ter mais qualidade de vida ou um ajuste fino na carreira para encontrar o verdadeiro propósito.

Pense diferente

O cenário está mais complicado e desafiador. Quanto antes você se der conta e começar a pensar em soluções e em novas maneiras de agir, menos doloroso será o processo de adaptação.

Com o dinheiro mais curto, as empresas ficam atentas para quem consegue propor inovações (e principalmente redução de custos).

Explore o talento

O profissional precisa refletir sobre seus pontos fortes e sobre como pode contribuir para ajudar a empresa a passar por um período delicado. O profissional com certeza será lembrado por aquilo que fizer bem. É hora de criar coragem e mostrar sua capacidade.

Seja mais produtivo 

Períodos de instabilidade exigem produtividade alta. É hora, então, de analisar os problemas que prejudicam sua eficiência e fazer ajustes para solucioná-los. O momento é de se entregar mais, não de ficar se justificando porque não fez.

Quem se destaca são os que mostram capacidade de fazer mais. Entregar bons resultados é a melhor estratégia para ter visibilidade e consequentemente o reconhecimento.

Improvise

Em períodos de instabilidade, o trabalho e as demandas mudam muito. Por isso, é preciso ser flexível no modo de agir e acreditar que o que ficou para trás ficou. Para isso vale a ideia de que não são os mais inteligentes que sobrevivem, mas os que melhor se adaptam à situação.

Fuja da acomodação

O momento atual é muito propício pra quem pretende investir em si próprio. É importante que o colaborador saiba se valorizar dentro da empresa, evitando constantemente entrar na zona de conforto. A pior atitude possível de um colaborador é a de cruzar os braços e deixar a situação conduzi-lo. A hora é de mostrar reação e força de vontade para se desenvolver.