Saúde Organizacional: Uma reflexão sobre a importância de cada setor da Qualidados

>>>Saúde Organizacional: Uma reflexão sobre a importância de cada setor da Qualidados

Saúde Organizacional: Uma reflexão sobre a importância de cada setor da Qualidados

A palavra empresa também tem como definição e sinônimo Organização. O importante é observar que este conceito designa uma estrutura constituída (um corpo) que tem ações e reações em um conjunto de partes organizadas e interdependentes para determinado fim. Traçando um paralelo entre empresa e organismo, a partir de noções de fisiologia sobre o funcionamento do corpo humano em equivalência ao que acontece nas empresas.

A pretensão desta matéria não é estabelecer uma comparação entre os setores ou sistemas, pois cada um tem uma dinâmica distinta, uma função diferente, mas apenas perceber as semelhanças e interdependências para o bom funcionamento em seus dinamismos e finalidades. Neste sentido, o propósito então é fortalecer a visão sistêmica dentro da Qualidados e auxiliar na reflexão sobre o objetivo final de cada setor: Fazer o corpo funcionar bem.

Marco Carvalho – Coordenador Financeiro

O setor financeiro tem como algumas das suas principais atividades fazer o registro de todas as movimentações financeiras da empresa, fazer a gestão do fluxo de caixa, realizar contatos com bancos e fornecedores, além de manter os cadastros financeiros da empresa em dia para que ela tenha condições de participar dos processos licitatórios.

Sobre 2016…

“Apesar da atual situação no mercado brasileiro, o setor financeiro teve pouco impacto (embora logicamente a empresa tenha sofrido), porque a Qualidados continuou com o planejamento de desenvolvimento da estrutura interna, investindo em treinamentos e melhorias de processos.”

Expectativas para 2017…

“Agora em 2017 iremos trabalhar justamente com os resultados das análises de estrutura e melhorias de controles internos. Será a geração de informações e relatórios que irão ajudar a empresa na gestão do todo. Inclusive já fizemos diversos levantamentos com informações mais rápidas e precisas para que a diretoria possa tomar as ações necessárias.”

Luciana Vasconcelos – Coordenadora de SMS

A área de SMS é uma das que participa da mobilização dos contratos. É o setor de SMS que providencia juntamente com o RH a documentação inicial para que o contrato possa realizar as contratações e assim ser iniciado efetivamente. É considerado um dos setores críticos da empresa, como o RH, devido a grande aplicabilidade de legislações. Ao longo do contrato o setor de SMS gerencia a validade de exames para que o colaborador continue a estar apto para o serviço. Define os documentos específicos da sua área que serão usados nos contratos. O SMS ainda organiza toda parte de cumprimento de requisitos legais e faz a gestão global do cliente (saúde ocupacional, meio ambiente e segurança).

Sobre 2016…

“Foi um ano em que a demanda do setor de SMS foi um pouco reduzida. Ao longo do ano os contratos foram terminando naturalmente e outros não começando, principalmente por conta crise que atingiu os principais clientes. ”

Expectativas para 2017…

“Estamos como todo o início de ano, participando de muitas licitações. Mas a tendência é que o mercado demande serviços e consequentemente iniciemos novos contratos. Uma das iniciativas do setor para esse ano foi promover um grupo de estudo interno revendo conceitos de segurança e conceitos legais, normas regulamentadoras. Além da reorganização dos processos.”

Luciana Vasconcelos – Coordenadora do Escritório de Projetos

O Escritório de Projetos é responsável por gerenciar e organizar mobilizações e desmobilizações de contratos. É o setor que define as premissas e estabelece os prazos para que tudo ocorra em ordem para o cumprimento do início do contrato além da sua gestão global. Define padrões de trabalho, procedimentos e melhorias de processos produtivos, ou seja, é o responsável pela Gestão do Conhecimento na empresa. A outra atuação importante do EP é o suporte à parte técnica da engenharia.

Sobre 2016…

“Com o término de muitos contratos, houve uma alta concentração de demanda. Houve mês que chegou a terminar seis contratos, o que exigiu muita energia de toda equipe para esse processo de desmobilização. A parte positiva foi a busca do EP por novos negócios, abrindo o leque da empresa para novos serviços e produtos para serem ofertados. O fruto disso foi o contrato conquistado com a Thyssenkrupp CSA e a Vale.”

Expectativas para 2017…

“A intenção é estudar mais sobre novos serviços, ficar atento ao mercado, participar ainda mais de palestras e tirar da crise oportunidades para crescer.”

Raquel Melo – Coordenadora de RH

O RH tem um papel extremamente importante, pois é responsável pelo primeiro contato com o colaborador. Na Qualidados o setor desempenha papéis de recrutamento, capacitação e desenvolvimento do profissional na empresa. É ainda responsável por programas de Jovem Aprendiz e para pessoas com deficiências.

Sobre 2016…

“Foi um ano que o setor RH aproveitou bastante. Houve muito ganho de automação de processos. Conseguimos em 2016 implantar o processo de comunicação de reuniões periódicas internamente que vem dando muito certo.”

Expectativas para 2017…

“2017 é o momento de terminar de arrumar a casa. Verificar o que ainda existe de processos manuais e otimizá-los. Aproveitar o melhor o tempo para pensar novos projetos e estudar. Além de começar a se preparar para o E-social, um projeto do governo federal e um instrumento de unificação da prestação das informações referentes a escrituração das obrigações fiscais, previdenciárias e trabalhistas e tem por finalidade padronizar sua transmissão, validação, armazenamento e distribuição, constituindo um ambiente nacional.”

Elane Araújo – Coordenadora de Qualidade

“Responsável pela Gestão do Sistema de Gestão Integrado da empresa, o setor de Qualidade coordena todos os processos relacionados a ISO 9001, ISO 14001 e OSA 18001, faz o controle do planejamento estratégico, controle das diretrizes solicitadas pelas normas, controle dos procedimentos, documentos relacionados a gestão, dando suporte a diretoria no controle dos indicadores.”

Sobre 2016…

“Por conta de 2016 ter sido um ano em que o mercado esteve muito morno, foi um momento em que nós focamos bastante na capacitação dos colaboradores e nas melhorias dos processos. Aproveitamos esse período de mais tranquilidade para revermos nossas atividades. Alteramos a periodicidade do processo de auditora interna de semestral para trimestral. Com isso, notamos o avanço tanto dos auditores quanto dos auditados. Foi melhor para todas as áreas, que agora podem se preparar melhor para as auditorias e a Qualidade consegue ter uma maior amostragem dos processos e propor mais melhorias para a empresa.”

Expectativas para 2017…

“Dar continuidade no processo de auditoria trimestral, pois percebemos o amadurecimento das áreas e até a valorização do processo de auditoria. Melhorar a capacitação dos colaboradores juntamente com o RH. Fazer a migração da ISO 9001 e 14001 para a nova versão (2015). É uma transição que vai exigir capacitação dos colaboradores e coordenadores. Esse é o maior objetivo para 2017.”

Rebeca Azevedo – Gerente de Contrato

Ao mesmo tempo que está na obra acompanhando as atividades dos projetos fazendo interface entre cliente e colaboradores, acumula também atividades na sede, para dar parecer do andamento de cada contrato. É o responsável por analisar as especificações do projeto, receber as informações de preço, gerenciar e garantir que saia tudo conforme o previsto (custo, prazo, qualidade, segurança e satisfação do cliente); Fazer o acompanhamento do faturamento; Fazer a identificação de recursos necessários para determinada obra.

“O gerente de contrato mexe com um pouco de tudo. É necessário ter noção de diversas áreas como Administração, contabilidade e RH (já que tem que lidar muito com pessoas). O gerente de contrato muitas vezes é o cartão de visitas da empresa.”

Sobre 2016…

“Com a diminuição das contratações, por conta do momento vivido pelo setor industrial, buscamos ficar atentos ao surgimento de novas oportunidades do mercado, tentar captar e prospectar novos clientes. De fato, houve uma desaceleração e desaquecimento do mercado. Tivemos um investimento em outro olhar, no da tecnologia e da inovação. Avançamos nos estudos de métodos para execução de serviços e ampliamos a visão para prospectar novos clientes”.

Expectativas para 2017…

“As perspectivas são favoráveis, tanto do mercado quanto dos clientes com quem atuamos. A própria Petrobras anunciou em matéria na folha de São Paulo que pretende retomar algumas obras importantes. Estou bem motivada e com o olhar muito positivo. 2017 é o momento de tornar a adversidade em oportunidade”

Getúlio Botelho – Gerente de contrato

Sobre 2016…

“O ano passado foi muito desafiador. Difícil não só para o setor no qual atuo, mas para todos profissionais dos diversos setores produtivos devido aos acontecimentos políticos que influenciaram negativamente a economia do país. Mas acredito que gerou uma oportunidade de adaptação. Passei a realizar minhas atividades com mesma qualidade, porém, com menos recursos. Situação que não existia quando a economia estava estabilizada ou em crescimento.”

Expectativas para 2017…

“Para este ano espero que retornemos aos trilhos, é o ano de voltar a crescer.”

Marco Rogério – Gerente de contrato/Engenheiro

Sobre 2016…

“Foi um período de autoavaliação por conta do ambiente que vivemos. Foi complicado de lidar. Mas por outro lado, para nós foi um momento em que despertamos para uma olhar mais sensível às oportunidades. Tivemos que sair da zona de conforto e prospectar para criar oportunidades.”

Expectativas para 2017…

“Tenho fé que 2017 será um ano de retomada do crescimento, de muitos desafios, com certeza e da volta de investimentos”

2019-03-28T17:50:58+00:0006/03/17|

About the Author: