Seis dicas para correr atrás da saúde

>>>Seis dicas para correr atrás da saúde

Seis dicas para correr atrás da saúde

Um bate-papo com o educador físico Rafael Peralva para estimular a criação do clube de corrida Qualidados.

Nos corredores da Qualidados, um burburinho começou a circular entre as pessoas nos últimos meses. “E se reuníssemos colaboradores para criar um clube de corrida?” Por enquanto, a proposta – que tem o potencial de tirar muita gente do sedentarismo e ainda fortalecer vínculos entre os colegas – está em fase de implantação. Mas a QualinewsIn resolveu dar um primeiro passo e pediu ao educador físico Rafael Peralva para reunir um conjunto de dicas úteis a qualquer um que deseje se aventurar no mundo da corrida.

Atleta com experiência em provas de triatlo, incluindo Ironman e Ultraman, Rafael trabalha com treinamento desportivo há seis anos. Na Rafael Peralva Assessoria, ele orienta indivíduos e grupos interessados em melhorar o condicionamento físico, seja por meio de caminhada, corrida de rua, alongamento, treinamento a distância ou outra atividade. A seguir, as suas sugestões:

1 – Acredite em você. Sempre que inicia um trabalho como treinador, a principal preocupação de Peralva é estimular a pessoa, fazer com que ela acredite em si mesma. Muitos dos seus clientes são movidos pelo desejo de perder peso ou adotar uma vida mais saudável mas se queixam de preguiça e falta de motivação. ”Meu trabalho é apertar o juízo dele e mostrar que a corrida é uma atividade que pode ser agregada ao seu dia a dia, com inúmeros benefícios”.

2 – Procure um médico.  Antes de iniciar qualquer atividade física, todo mundo deve procurar um acompanhamento médico, em especial um cardiologista. Ele vai receitar exames médicos e avaliar se você tem capacidade física para praticar corrida. Com a liberação médica em mãos, procure a ajuda de um treinador desportivo com experiência em corrida.

3 – O ritmo é seu. O avanço é sempre individual, depende da capacidade física da pessoa, de sua predisposição genética e disposição. Alguns já iniciam a prática com um ritmo melhor, outros começam com uma simples caminhada. De qualquer forma, o que faz a diferença é foco, vontade e disponibilidade. Quando a pessoa quer, o trabalho flui fácil e os resultados vêm rapidamente.

4 – Alimente-se com bom senso. Na opinião de Peralva, não é preciso introduzir mudanças rígidas na alimentação de quem corre. De qualquer forma, antes do treino, ele sugere uma opção rica em carboidratos. Também é importante evitar gorduras e frituras. “Nada que sobrecarregue os órgãos”, orienta.

5 – Experimente outros exercícios. Associar o treino a outras atividades físicas pode ser muito útil para melhorar o condicionamento físico. Peralva cita musculação, pilates e natação como opções excelentes para turbinar o desempenho durante a corrida.

6 – Fique atento ao seu corpo. Na corrida – como em qualquer outra atividade física de impacto – é super normal que em algum momento o praticante se queixe de dores no corpo. É preciso, no entanto, ficar atento caso estas dores se prolonguem por muito tempo, causando um desconforto intenso. Neste caso, exames de imagem podem ajudar a detectar lesões, que demandarão o suporte de um fisioterapeuta desportivo.

2019-08-20T19:17:22+00:0020/08/19|

About the Author: