Um guia para a nossa solidariedade

>>>Um guia para a nossa solidariedade

Um guia para a nossa solidariedade

Inspirados na atuação da Qualidados e de seus colaboradores, criamos uma lista com projetos para te ajudar a colaborar com quem precisa

E, se cada um de nós transformasse os desafios trazidos pela pandemia do coronavírus numa oportunidade para exercitar solidariedade?  Cuidar de si e dos outros – e especialmente daqueles que entre nós estão numa situação de maior vulnerabilidade – tem sido a resposta que muitos vêm dando ao atual cenário de crise econômica e social. Na Qualidados, não é diferente. Recentemente, a empresa fez uma rápida enquete com 51 colaboradores sobre hábitos durante o período do isolamento, e as respostas revelam engajamento social, com iniciativas que incluem doações de alimentos, roupas e máscaras, ajuda financeira a instituições, projetos sociais e mesmo a pessoas próximas que tiveram a renda comprometida neste período.

Em paralelo, a própria empresa tem intensificado sua atuação solidária. Doações e ajuda financeira foram realizadas para colaborar com as atividades do Núcleo Assistencial para Pessoas com Câncer (NASPEC) e viabilizar a reforma da Casa Santa Dulce dos Pobres – uma instituição católica que atua no acolhimento, tratamento e reintegração de moradores de rua. Cem cestas básicas foram entregues ainda para distribuição pela Paróquia Cristo Redentor, de Vale das Pedrinhas.  Além disso, a Qualidados vem investindo na aquisição de máscaras e quentinhas de pequenos empreendedores para doação à população carente. Para incentivar ainda mais gente a ingressar nessa corrente do bem, reunimos uma lista com dicas de projetos criados por pessoas que resolveram arregaçar as mangas para ajudar a quem precisa. Participe!

Dissemine Amor – A campanha iniciada no Horto Florestal já se espalhou por pelo menos 10 bairros de Salvador, e até em Lauro de Freiras e Vitória da Conquista. A ideia é colaborar para que ambulantes e trabalhadores informais possam garantir seu sustento sem sair de casa. Cada voluntário assume quantas cotas de R$ 50 couberem em seu orçamento e os valores são depositados diretamente nas contas dos beneficiários. Os shoppings Paseo e Itaigara aderiram ao movimento e estão recolhendo doações de itens de limpeza e alimentos não-perecíveis por meio de um serviço de drive-thru. Saiba mais aqui: https://www.instagram.com/dissemineamornoseubairro/

Por uma quarentena mais justa – A meta da ONG Teto é levar água, comida e itens de higiene para as favelas mais precárias do país, algumas delas na Bahia.  Há mais de 10 anos no Brasil, a entidade associada à organização internacional TECH engaja jovens voluntários e moradores das comunidades em soluções concretas de melhoria das condições de moradia e habitat. Com a pandemia, a ONG suspendeu suas atividades regulares e passou a comprar cestas básicas, galões de água e kits de higiene para distribuir às famílias das comunidades onde atua, com a ajuda de lideranças comunitárias. No primeiro mês, foram atendidas 49 comunidades com 2.078 kits. As doações são feitas por meio da plataforma Catarse: https://bit.ly/quarentenamaisjusta

Quentinhas para a população de rua – A Paróquia de Santa Clara do Desterro, em Nazaré, está arrecadando alimentos e recursos para garantir a alimentação diária de 100 pessoas em situação de rua. O grupo também recebe máscaras e material de higiene pessoal. É possível colaborar doando alimentos, kits de higiene e máscaras, depositando valor em dinheiro ou ainda se disponibilizando para preparar ou entregar os alimentos.  Mais informações podem ser obtidas no Portal do Voluntariado.  (http://www.estadovoluntario.ba.gov.br/visualizar_doacao.html?doacao=47550).

Cestas básicas para lavadeiras – A proposta desta campanha promovida pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) é beneficiar as 62 lavadeiras que atuam nas lavanderias públicas de Salvador, nos bairros de Engenho Velho de Brotas, Engenho Velho da Federação, Boca do Rio, Cosme de Farias, Alto das Pombas e Dique do Tororó.  Além de terem sua renda comprometida com os clientes em isolamento social, estas lavadeiras são em sua maioria idosas, integrando o grupo de risco para a COVID 19. Os voluntários devem entregar as cestas básicas na sede da Secretaria da Justiça, no Centro Administrativo da Bahia (Av. Luiz Viana Filho, 3ª Avenida – 390), de segunda a sexta-feira, em horário comercial. Mais informações no Portal do Voluntariado (http://www.estadovoluntario.ba.gov.br/visualizar_doacao.html?doacao=42389).

2020-05-26T18:42:32+00:0026/05/20|

About the Author: