Vamos brincar de inovação?

>, Qualinews-In, Qualinews-in-04-2019>Vamos brincar de inovação?

Vamos brincar de inovação?

Siga cinco casas e descubra como o Jogo da Inovação ganha vida na Qualidados.

Falar de inovação é fácil. O desafio é manter sempre acesa na empresa a chama de gerar novas ideias e transformá-las em resultados positivos. Para ter sucesso nessa empreitada, a Qualidados explora desde 2014 as possibilidades abertas pelo Join, uma tecnologia de gestão com foco na estruturação de atividades de inovação, que reúne boas práticas, oficinas, jogos e ferramentas de gestão voltadas para estimular a colaboração e a criatividade na empresa.

Desenvolvido pelo IEL Bahia com recursos da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), o Join foi construído com base na experiência de empresas que estão entre as mais  inovadoras do mundo. Ao chegar à Qualidados, a tecnologia ganhou vida própria, dando origem a uma série de práticas que estão alicerçadas no Programa de Inovação da empresa. No roteiro de cinco passos que construímos a seguir, você vai conhecer melhor essas práticas e como elas estão ajudando a Qualidados a jogar o jogo da inovação.  Vamos começar?

1. Depositando no Banco de Ideias

Um dos eixos centrais do Programa de Inovação da Qualidados é a manutenção de um banco de ideias. Em um ambiente virtual interativo dentro do SisJOIN, o sistema on-line de gestão da inovação, os colaboradores são estimulados não só a propor ideias inovadoras como a compartilhá-las com seus colegas, que usam o mesmo espaço para opinar sobre as ideias e votar naquelas que lhes pareçam mais valiosas.

De 2014, quando o programa foi criado, até 2018, a Qualidados contabilizou 366 ideias registradas no SisJOIN, sendo que 98 delas foram implementadas. O ano de maior adesão foi 2017, quando 74% dos colaboradores participaram da iniciativa, colaborando com 130 diferentes ideias. Já o número recorde de ideias implementadas foi alcançado em 2016: ao todo, 46.

2. A regra é clara

Para garantir que as ideias implementadas sejam não só viáveis, mas capazes de gerar resultados para a empresa, as propostas dos colaboradores são submetidas a um processo de amadurecimento e filtragem, com regras claras. Além de serem discutidas, revisadas e passarem pelo crivo dos colegas no SisJOIN, as sugestões são avaliadas por uma comissão técnica. Há prazos para execução de cada etapa, de modo a garantir que o processo não perca o dinamismo. Além disso, os servidores recebem feedback e podem acompanhar no sistema o status de sua ideia, de forma transparente.

3. Todos na mesma página

Um dos maiores desafios do projeto é manter o engajamento das equipes e garantir que todos estejam em sintonia com as iniciativas e objetivos da Qualidados, de modo a poder contribuir com ideias que façam a diferença.  Para esse objetivo, concorre uma série de reuniões e eventos que fazem parte do calendário da empresa.

O Momento Radar é uma reunião bimestral de 30 minutos, com foco nas atividades de inovação da empresa. Os Eventos de Ideação – também conhecidos como EVI – são realizados a cada três meses com o objetivo de identificar oportunidades de inovação, que passam a integrar o Banco de Ideias. Já os Encontros de Disseminação de Conhecimento (EDC) possibilitam que as equipes compartilhem entre si conhecimento e know-how. A cada mês, são escolhidos dois temas e os colaboradores têm 30 minutos para abordar cada um deles.

4. Siga o capitão

Um diferencial do Programa de Inovação da Qualidados – e que ajuda a manter a iniciativa sempre viva – é a atuação do comitê técnico. Composto por colaboradores de diferentes áreas e por representantes da diretoria, o comitê é responsável por difundir, aperfeiçoar e viabilizar a atividade de inovação na empresa, assumindo tarefas como a de revisar a Estratégia e a Política de Inovação e gerir o portfólio de ideias. Além disso, o comitê conta com o apoio do capitão do time, um colaborador que operacionaliza as demandas da área.

5. Hora de correr para o abraço

Para incentivar os colaboradores a entrar no jogo, o programa da Qualidados conta com um sistema de gameficação (do inglês gamefication, a adoção de estratégias extraídas da lógica dos jogos). Cada ideia depositada no sistema gera uma pontuação para seu autor. Uma ideia pré-aprovada, por exemplo, vale uma estrela. Já uma ideia inovadora aprovada garante duas estrelas. Comentários que agreguem valor à ideia também rendem ponto, assim como sugestões que contribuam para a resolução de problemas lançados no sistema. Depois que o colaborador acumula estrelas, é só correr para o abraço e resgatar a premiação. O prêmio máximo é uma diária com acompanhante em hotel ou pousada.

2019-04-16T19:08:27+00:0016/04/19|

About the Author: