O que nossa equipe aprende com a crise?

>>>O que nossa equipe aprende com a crise?

O que nossa equipe aprende com a crise?

Confira nosso diário de bordo sobre o impacto da pandemia na empresa, com relatos de ações empreendidas, desafios, estratégias e lições aprendidas.

Saúde

Nossa prioridade são as pessoas

Assim que surgiram as notícias do vírus ao Brasil, a Qualidados tomou precauções, disponibilizando álcool em gel nos banheiros e nas áreas de circulação da Sede.  Também criou um Comitê de Prevenção para o Coronavírus, com o objetivo de analisar a evolução da doença e ajudar a diretoria a tomar decisões. Uma das primeiras medidas do grupo foi lançar um boletim com regras para orientar colaboradores com suspeita de infecção. Seguindo as recomendações do Ministério da Saúde, quem tivesse sintomas de gripe ou resfriado deveria ficar sete dias em casa, sem precisar de atestado médico. Na sequência, veio a decisão de manter toda a Sede em home office e negociar com os clientes para que o regime fosse estendido às equipes externas, sempre que possível. Tudo isso para preservar ao máximo à saúde dos colaboradores.

Antes de mais nada, nosso foco nesta crise são os nossos colaboradores. Por isso, a gente tomou todas as medidas preventivas e adotou as melhores práticas recomendadas pelas principais entidades na área de Saúde.”

Jane Carvalho, sócia-diretora

Acho que esta crise vai ajudar a tornar a sociedade consciente de que o coletivo é mais importante que o individual. Afinal, as ações coletivas acabam nos afetando individualmente. Na Qualidados, notamos a preocupação das pessoas em se proteger para proteger as outras pessoas. É um aprendizado que vai ficar para todos nós”.

Kleiton Santana, técnico de segurança

 

Mercado e finanças

Hora de se manter firme

O momento é de incerteza.  Se até outro dia o horizonte era de crescimento econômico, agora os analistas apontam para um futuro de recessão. O governo federal já ajustou sua projeção do PIB 2020 para pífios 0,02% e o mercado já projeta uma recessão da ordem de quase – 5%. Diante da perspectiva de retração dos novos investimentos, a Qualidados se mantém firme, monitorando o mercado e as legislações e reorientando o seu foco para os contratos na área de Operação e Manutenção. A ideia é se preparar para atender à demanda das indústrias que, após a desaceleração produtiva, vão precisar, mais do que nunca, de soluções eficientes e inovadoras para reduzir custos e aumentar a produtividade.

“Unida à crise do coronavírus, temos a crise entre Rússia e Arábia Saudita que pressiona os preços internacionais do petróleo, fazendo com que grandes produtores como a Petrobras reduzam sua produção. O momento é de serenidade e reforçar laços com nossos atuais clientes. A prioridade do momento é a manutenção dos níveis de excelência nos contratos atuais e preparação para a retomada”.

Everaldo Sena, gerente comercial

“Precisamos manter a empresa firme para que ela possa atravessar este período e  sair fortalecida. Enquanto isso, seguimos tocando nossos projetos, monitorando o mercado e as legislações para garantir que possamos adotar as medidas certas para reduzir ao máximo o impacto da crise em nosso negócio”.

Jane Carvalho, diretora de Mercado

Esta crise está só começando e terá impactos financeiros enormes. Cada governo, empresa e indivíduo precisa fazer a sua parte para superar este momento da melhor forma possível.  Em nosso setor, a prioridade é manter as contas a pagar, o contas a receber e a tesouraria funcionando, além de cumprir com as obrigações fiscais impostas pela legislação e dar continuidade aos nossos projetos de conclusão da implantação do orçamento, internalização da contabilidade e integração dos sistemas”.

Marco Carvalho, coordenador financeiro

 

Inovação

Transformando risco em oportunidade

A crise desencadeada pela pandemia do coronavírus é um cenário novo para todos. E como tal, precisa ser encarada de forma diferente e inovadora.  É com esta perspectiva que a Qualidados optou neste momento por não apenas manter como até intensificar os seus investimentos em inovação.  A parceria com startups – por meio do programa Nexos, do Sebrae – continua a pleno vapor e a perspectiva é de que a assinatura dos contratos ocorra ainda neste início de abril. A ideia é transformar o desafio em oportunidade, colocando nosso espírito inovador a serviço de processos e produtos capazes de tornar a própria empresa e seus clientes mais eficientes e produtivos.

“Este é o momento de usar a crise econômica como gatilho transformador e de mudança de modelos de relação de trabalho e de negócios. Com certeza, serão a inovação e o trabalho colaborativo das equipes que poderão colocar nossa empresa, após esta crise, num novo patamar no mercado de engenharia brasileiro”.

Luiz Henrique Costa, sócio-diretor

“Nosso programa de inovação não parou em momento algum. Mais do que nunca é preciso pensar em criar e desenvolver soluções inovadoras que agreguem valor principalmente para a área de Manutenção e Operação, com foco em produtividade e redução de custos”.

Jane Carvalho, sócia-diretora

 

Tecnologia

Home office em tempo record

Com uma infraestrutura de TI moderna e flexível, a Qualidados conseguiu vencer o desafio de implementar, em tempo record, o sistema de trabalho em home office para todos os colaboradores da Sede. A tecnologia VPN permite estabelecer um canal seguro de comunicação entre uma estação de trabalho remota (um computador ou celular) e a infraestrutura de rede interna.  Graças a ela, os colaboradores conseguem acessar de casa todos os arquivos necessários às suas atividades.

Já as ligações destinadas ao número de telefone principal da empresa foram transferidas para um celular, disponibilizado para a recepcionista. Em paralelo, as equipes passaram a utilizar ainda mais soluções de aplicativos de comunicação e mensagem, como WhatsApp,  Google Hangtous e o app de comunicação corporativa MS Teams. Os sistemas de gestão utilizados pela empresa – e que são mantidos pela equipe de desenvolvimento de TI – passaram a poder ser acessados pelas diversas equipes via internet. Para completar, a Qualidados ainda disponibilizou equipamentos para aqueles colaboradores que não dispunham em casa e a equipe de TI tem estado a postos para prestar apoio e orientação a todos

 “O maior desafio tem sido atender no menor tempo possível as demandas decorrentes da adaptação dos colaboradores à nova realidade, além de dar auxílio a problemas de conexão e acesso.  Estamos adquirindo novos e importantes conhecimentos com a situação — e não só para a equipe de TI. Toda a empresa está vivenciando uma experiência que trará novas habilidades e horizontes que podemos converter em vantagens competitivas quando a crise passar”.

Denilson Sousa, técnico de Suporte de TI sênior

 

Contratos

Na linha de frente com os clientes

No dia a dia da operação dos contratos junto aos clientes talvez se encontre hoje um dos maiores desafios que a pandemia trouxe até agora para a Qualidados. No momento da elaboração desta matéria, alguns clientes já tinham optado integralmente pelo home office. Nos serviços prestados em regime offshore, houve casos em que os nossos trabalhadores tiveram que desembarcar antes do tempo, enquanto novos embarques eram temporariamente cancelados.

Cada contrato, porém, encerra uma situação diferente. E mais do que isto: os cenários mudam a todo momento. Assim, a chave passa a ser monitorar todas as situações em tempo real:  manter a empresa munida dos dados necessários para tomar, no tempo certo, as decisões capazes de minimizar os impactos negativos da crise. É uma mobilização intensiva, que envolve gerentes de contrato e profissionais de áreas como RH, SMS e financeiro, e tem contribuído para por à prova à capacidade de resposta da equipe Qualidados.

“Nosso esforço tem sido de estar presente junto aos nossos clientes e equipes, monitorando a evolução dos cenários; estimulando os prepostos a manter uma imagem ética e proativa; agindo em tempo real para mitigar riscos, com paciência e sabedoria.  Procuro lembrar sempre que nossas ações têm reflexo, que somos todos organismos vivos e precisamos nos empenhar para colaborar com a nossa saúde e a saúde financeira da empresa”.

Rebeca Azevedo, gerente de contrato

“ O momento traz inquietude e incertezas, em especial para as equipes que executam os serviços nos contratos. Assim, nosso grande desafio tem sido efetivar com celeridade alinhamentos com os clientes, para que possamos tomar decisões e realizarmos uma comunicação fundamentada e precisa com os colaboradores, além de estarmos sempre em busca de informações para antecipar imprevistos. Estamos trabalhando incansavelmente e nos doando ao máximo para gerenciar esta crise e vencermos mais um desafio. Tenho certeza que sairemos ainda mais fortalecidos”.

Eloah Cabral, gerente de contrato

“Diante dos desafios da operação dos nossos contratos, nossa equipe tem respondido com um esforço de união muito grande. Sabíamos que tínhamos um grupo coeso, de pessoas que vestem a camisa da empresa.  E esta certeza se torna muito mais clara e iminente agora. Temos um time muito bom e é isso que vai fazer a diferença, ao final, quando tudo isso passar”.

Claudio Freitas, sócio-diretor

 

Recursos Humanos

Uma nova forma de trabalhar

Nunca os processos de trabalho na Qualidados passaram por tantas transformações em tão pouco tempo. A decisão ousada – de manter toda a Sede atuando em home office durante o isolamento – vem se revelando uma experiência inovadora, não só do ponto de vista tecnológico mas também da gestão de pessoas. Novas formas de interagir, de se comunicar, de gerenciar equipes e administrar o tempo vêm sendo exercitadas com o objetivo de conciliar produtividade com proteção à vida.  O cenário é um teste para a maturidade e o comprometimento das equipes. E de uma coisa ninguém discorda: a vivência trará lições preciosas para o futuro da empresa.

É preciso ter maturidade para gerenciar de forma responsável o tempo com o trabalho remoto, porque as entregas da empresa continuam. Acredito que estamos conseguindo atender os objetivos com comprometimento, pois a Qualidados tem missão e valores fortes. Quando isto tudo acabar, vamos adquirir grandes aprendizados: melhoria na comunicação e no uso das tecnologias, novos indicadores de produtividade, e quem sabe até uma política para adoção do home office”.

Raquel Melo, coordenadora de RH

“Para nós, o home office era um projeto de futuro que agora se tornou realidade, rapidamente.  Ao voltarmos à normalidade, vamos repensar muitas práticas. Algumas viagens, por exemplo, poderão ser substituídas, de forma mais econômica e produtiva, por videoconferências. É uma questão de quebra de paradigmas, de mudança de mindset que afetará não só a Qualidados mas todo o mercado“.

Jane Carvalho, sócia-diretora

 

Governança e Compliance

Projetos ainda mais vitais

Pouco antes de ser surpreendida pela pandemia, a Qualidadados vinha tocando dois projetos de grande importância para o futuro da empresa: a implantação do Sistema de Gestão Corporativa e a operacionalização do seu Programa de Compliance. Diante do novo cenário, algumas prioridades tiveram que ser redefinidas, com grande parte dos esforços das equipes voltando-se no primeiro momento para questões logísticas e de operacionalização dos contratos. Mas as atividades continuam, e a visão é de que estes processos tornam-se ainda mais vitais para garantir a solidez da empresa no futuro.

 “Do ponto de vista do Sistema de Governança, nossas prioridades são concluir a revisão do Planejamento Estratégico e finalizar a aprovação da Política de Governança. Em paralelo, o Compliance já faz parte dos procedimentos operacionais da empresa e ganha relevância ainda maior neste momento de crise, devido às mudanças na forma de trabalho e ao número grande de renegociações em contratos”.

Maurício Simões, sócio-diretor

 

Legislação

Em tempo de medidas emergenciais

Desde o último dia 20 de março, quando foi publicado o Decreto Legislativo nº 6, que reconheceu estado de calamidade pública no Brasil, em razão da pandemia do coronavírus, o governo federal vem editando medidas emergenciais para preservação de empregos e garantia da continuidade das atividades empresariais. É com base nas possibilidades que surgiram, sobretudo através das Medidas Provisórias 927 e 936, que a Qualidados vem dialogando diariamente com os seus clientes na tentativa de manutenção ou renegociação das suas obrigações contratuais. A meta é conseguir preservar as atividades da empresa com a máxima redução do impacto financeiro imposto pelo novo cenário, para que possamos ultrapassar esta crise com a menor redução possível do quadro de empregados.

Nossa geração nunca sofreu tanto e tão rapidamente como agora. Literalmente, ‘o mundo parou’! O momento é de total união para superação do mal comum que coloca todos em risco. Saber que o planeta está suscetível a males que fogem ao controle da atividade humana nos provoca reflexão. Acho que a chave para que no futuro possamos evitar situações semelhantes – ou ao menos passar por elas com menos impacto – está na busca de suportes financeiros sólidos e no estabelecimento de relações interpessoais que contribuam para o fortalecimento e a valorização de cada indivíduo”.

Marconi Mota, assessor jurídico

2020-04-21T20:03:14+00:0020/04/20|

About the Author: