Sustentabilidade começa em casa

>>>Sustentabilidade começa em casa

Sustentabilidade começa em casa

Conheça a Sede  projetada para promover ocupação humana em harmonia com o meio ambiente

Ao decidir mudar de endereço, os diretores da Qualidados tinham um objetivo em mente: ocupar um espaço capaz de transmitir aos seus clientes uma imagem de eficiência e qualidade. Mais do que isso, era preciso que os princípios e valores da empresa estivessem traduzidos no ambiente. Foi assim que a sustentabilidade virou palavra-chave no projeto da Sede, que ocupa o último pavimento e a cobertura de um edifício comercial na Orla do Rio Vermelho, em Salvador.   Das placas de energia solar às aberturas de vidro no teto, cada detalhe foi pensado para promover uma ocupação humana em harmonia com o meio ambiente.  A seguir, você conhece alguns pontos altos do projeto, selecionado entre os 10 finalistas na modalidade comercial do 4º Prêmio Nacional Saint Gobain de arquitetura – Habitat Sustentável.

Nova Sede da Qualidados

  1. Deixa a luz do sol entrar

Nada mais ambientalmente correto em um projeto do que as estratégias que permitem aproveitar a iluminação natural, associando conforto a economia de energia. Na sede da Qualidados, além das esquadrias da fachada, a luz solar entra por meio de domos, aberturas de vidro instaladas no teto, bem acima da escada interna e do espaço de inovação. Uma película redutora de calor aplicada no vidro ajuda a não sobrecarregar o sistema de ar condicionado.

Divisórias de vidro duplas com persianas permitem que a luz vinda das esquadrias na periferia do prédio ilumine os corredores e parte dos ambientes internos O mesmo vale para a porta de vidro da recepção, que absorve a iluminação captada pela esquadria do hall de elevadores. Para racionalizar ainda mais o consumo de energia, toda a iluminação interna da sede é feita por meio de eficientes luminárias LED de 2W a 8W, com vida útil variando de 20 mil até 50 mil horas.

  1. Produtividade e bem-estar em equilíbrio

Em sintonia com a preocupação ambiental, está a valorização do humano.  É o que mostra o equilíbrio entre os espaços no projeto da sede. Os ambientes para atividades técnicas e de gestão ocupam 37, 31% da área total. Em contrapartida, as áreas de lazer e convívio – dedicadas ao bem-estar do colaborador – representam 39,9%. Nesta vertente, chama atenção a cobertura, onde é possível encontrar espaço zen, área de jogos e mídia, refeitório, churrasqueira, vestiários e até quiosque, e percurso para caminhadas.  No andar inferior, há ainda o espaço inovação, um ambiente colaborativo concebido para estimular a criatividade e a geração de ideias.

  1. Sombra e área verde

Na cobertura, o projeto recorre mais uma vez à sintonia com a natureza para produzir conforto térmico. Elementos arquitetônicos e paisagísticos geram sombreamento natural, reduzindo o consumo do ar-condicionado. É o caso do pergolado. Instalada em frente à área de lazer – onde funcionam a sala de TV e jogos, refeitório, academia e varanda – a estrutura em “L” ajuda a reduzir a luminosidade e o calor refletidos do piso, além de preservar a privacidade dos espaços. Destaque ainda para as palmeiras do projeto paisagístico, o quiosque de eucalipto e a horta comunitária, com uma localização estrategicamente planejada para proteger as plantas de ventos e chuvas fortes.

  1. Mantendo a qualidade do ar

Nos ambientes internos da Qualidados, a temperatura é mantida a 24°C com uma umidade relativa do ar de 50%. Também há um cuidado rigoroso com a manutenção da taxa de renovação do ar. O objetivo é seguir fielmente as diretrizes da NBR 16-401:3, a norma regulamentadora que estabelece os parâmetros para qualidade do ar em interiores.  Para completar, o sistema de climatização tem um coeficiente de performance superior ao estipulado pela LEED, a principal norma de certificação adotada pelos chamados green buildings (ou “edifícios verdes”), construções que seguem princípios de sustentabilidade.

  1. Aproveitando a energia solar

Em matéria de tecnologia sustentável, no entanto, o maior destaque do projeto é a adoção de um sistema de microgeração fotovoltaica, que funciona por meio de placas solares instaladas na cobertura do prédio.  Graças à medida, a Qualidados foi certificada pelo IPTU Verde, o programa da prefeitura municipal que concede descontos como forma de incentivo à adoção de práticas sustentáveis em construções. Além disso, a microgeração de energia permite que o excedente não consumido seja devolvido à rede da concessionária local, a Coelba.

2019-07-12T19:03:13+00:0012/07/19|

About the Author: